SAAE E PREFEITURA PERFURARÃO DOIS NOVOS POÇOS EM BARRA BONITA

SAAE E PREFEITURA PERFURARÃO DOIS NOVOS POÇOS EM BARRA BONITA

Obras deverão acabar com falta de água nos bairros e marcarão a 1ª vez que um poço será construído com recursos próprios da autarquia

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) informa que Barra Bonita terá mais dois poços artesianos em 2018. O primeiro será perfurado na Vila Habitacional, na rua Lourenço Antonelli, próximo ao reservatório que o bairro já abriga. Custará R$ 1,637 milhão e terá capacidade de produzir cerca de 3,6 milhões de litros de água por dia para abastecer a Habitacional, a Vila Narcisa e os bairros adjacentes. O segundo será construído no Sonho Nosso 5, custará R$ 1,462 milhão e produzirá cerca de 3 milhões de litros de água por dia para suprir a demanda de todos os Sonhos Nossos, Cohab, CDHU e adjacências.
Atualmente, Barra Bonita conta com quatro grandes poços artesianos que abastecem toda a cidade. Dois deles – o do bairro Santa Luiza e o do São Domingos – foram construídos pela prefeitura na década de 1980. O terceiro, localizado na avenida Arthur Balsi, foi feito em 1995 quando o diretor da autarquia era o atual superintendente, José Arlindo Reginato Dias, o Bug. O último dos maiores, situado na região da Cohab, foi inaugurado em 2004, quando era diretor da autarquia o atual superintendente adjunto, Vicente Nardo. 
“De lá para cá, surgiram diversos novos loteamentos e conjuntos habitacionais, como o Sonho Nosso 5 e o Conjunto Habitacional Natale Spaulonci. E nenhuma administração até agora teve a preocupação de verificar se a produção de água da cidade daria conta do crescimento no número de imóveis”, pondera José Arlindo Reginato Dias, o Bug, diretor do SAAE. “É por isso que chegamos a essa situação, que já ocorre há alguns anos, em que é preciso controlar o abastecimento de água da cidade durante a noite e alguns outros períodos para que seja possível reabastecer os reservatórios de água.”
De acordo com Vicente Nardo, superintendente adjunto da autarquia, o bairro Habitacional enfrenta há muito tempo uma situação delicada de desabastecimento em determinados horários do dia. Além disso, o poço que atende parte da região carece de manutenção para que pare de produzir areia também. “Para o diagnóstico do problema, levaríamos de 10 a 15 dias, mas não há como deixar a população sem água”, diz Nardo. “Por isso o novo poço é importante. Além de acabar com o problema da falta de água, nos dará condições de fazer toda a manutenção no antigo poço.”
O abastecimento nos bairros mais altos da cidade – os conjuntos habitacionais Sonho Nosso e Cohab – também é crítico, obrigando o SAAE a fazer manobras de registro, fechando-o uma parte do dia para que, no final da tarde e início da noite, quando as pessoas geralmente voltam do trabalho, exista água na torneira. “Sem essa manobra, a água do reservatório seria consumida ao longo do dia e na hora do pico não teria nada”, diz o superintendente. “O novo poço no Sonho Nosso 5 vai resolver esse problema naqueles bairros e nos bairros adjacentes, como o Nova Estância, Samambaia, Nova Barra, São Caetano, entre outros.”
O novo poço da Vila Habitacional será construído inteiramente com recursos próprios do SAAE. Desde 1972, quando o SAAE foi criado, todos os investimentos em poços foram feitos pela prefeitura. Esta é, portanto, a primeira vez que a própria autarquia financiará o projeto. A licitação está em andamento e levará cerca de 60 dias para ser concluída. “Como o projeto será custeado inteiramente pela autarquia, acreditamos que até dezembro este poço já esteja em funcionamento”, afirma Bug.
“R$ 1,637 milhão é um recurso considerável para tirar do orçamento do SAAE, que até hoje nunca construiu um poço artesiano com os seus recursos. É um fato inédito em 46 anos de história”, destaca Vicente Nardo. “A eficiência administrativa permitiu que esse sonho fosse possível. Sonho este muito bem estudado e planejado.”
O segundo novo poço será construído pela prefeitura com uma verba proveniente da Fundação Nacional de Saúde [Funasa]. O convênio com o órgão federal já foi assinado pelo prefeito Zequinha Rici e todo o trâmite foi intermediado pelo deputado estadual José Carlos Vaz de Lima. Do total de R$ 1,462 milhão, R$ 300 mil já estão empenhados para a obra. Como o recurso passará pela prefeitura, a licitação também será desenvolvida por ela, e não pelo SAAE. Este segundo poço deve ficar pronto também ainda em 2018.
Os projetos dos dois poços artesianos foram elaborados pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica [DAEE], da Secretaria de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, em 2017, atendendo pedido feito pela atual administração do SAAE. O mesmo órgão estadual revisou os projetos em 2018 e já outorgou a perfuração de ambos os poços. Juntos, deverão produzir 6,6 milhões de litros de água por dia, considerando-se 20 horas de funcionamento, o que deverá acabar com o problema de racionamento de água nos bairros e manter a cidade abastecida durante seu crescimento urbano.

Veja também:

A Prefeitura Municipal da Estância Turística de Barra Bonita utiliza cookies em seu site:
Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação.
Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.
Política de Privacidade e Cookies.