Barra Bonita > Livro - 100 anos de histrória

O SERVICO TELEFÔNICO, OS TELEFONES AUTOMÁTICOS, OS SISTEMAS: DDD E DDI

 

O SERVICO TELEFÔNICO
 
Não existem registros sobre a data de sua instalação, mas já em 1911, Barra Bonita que ainda era uma "Vila" reclamava nos jornais de São Paulo através de seu correspondente local Juvenal Pompeu, que "os assinantes da Empresa Telephonica reclamam a falta de mais uma linha tronco para Jahú ou Dois Córregos". E acrescenta... "o serviço torna-se aqui mal feito, visto desta Villa ter que atender às localidades de São Manoel, Botucatu, Agudos, Bauru, Lençóis, Tanquinho (hoje Macatuba) e ter para Jahú só uma linha tronco"!
Em outras notas ficamos sabendo o nome da Empresa: "Companhia Telephonica Bragantina"", à qual são debitadas todas as críticas pelo mau funcionamento das linhas, até o final da década".
No jornal local "O Rebate" de 14 de setembro de 1916, encontramos nas "Indicações Úteis", o endereço do "Centro Telephonico - Rua Campos Salles, 7 - Agente: Luiz Olimpio de Carvalho".
Esse o primeiro nome que aparece, como responsável pelo "Centro" como era chamado o posto de telefone público da cidade, que sempre funcionou na Rua Campos Salles.
Talvez tenha sido esse o único elemento do sexo masculino que respondeu pelo Centro Telefônico local, pois "todas as memórias vivas da cidade" se referem às agentes e telefonistas, moças e senhoras sempre muito educadas, atenciosas e pacientes, que não mediam esforços para atender aos chamados com tom suave: "Telefonista - Número faz favor" - e completar as ligações diurnas ou noturnas.
Por serem as intermediárias entre quem chamava e quem recebia as ligações, sentiam de perto o drama das pessoas doentes à procura de médicos e internações ou ainda, em casos de morte, acidentes, quando familiares distantes precisavam receber as notícias. Eram verdadeiras missionárias.
Nessa época, os telefones não eram automáticos, a rede era precária e as linhas-troncos de interurbanos constantemente ocupadas ou congestionadas pelo excesso de ligações, obrigando as telefonistas a permanecerem insistindo até completar a chamada ao destinatário, suportando, muitas vezes as reclamações e indelicadezas de assinantes, por um atraso que não dependia delas.
Para que se tenha uma noção aproximada do que era esse trabalho, basta lembrar que uma chamada ou ligação para São Paulo, demorava em média oito horas. Pedia-se de manhã e falava-se à tarde quando se conseguia completar.
A cidade crescia, ampliava seu comércio, sua indústria e a "central telefônica" permanecia com a mesma rede e aparelhagem superadas. 
 
 
OS TELEFONES AUTOMÁTICOS
Felizmente, esse pesadelo começou a ter fim, o grande incentivo dado pelo Governo Federal ao desenvolvimento das comunicações em todo o País, e o empenho do Prefeito Dr. Clodoaldo Antonangelo, foram decisivos para a reformulação total do sistema de telefonia em Barra Bonita: a implantação dos telefones automáticos.
lnicialmente, a Lei Municipal nº 441 de 22 de junho de 1965, autorizou a celebração de convênio com a Companhia Telefônica Brasileira - CTB, para tal finalidade.
O contrato foi assinado em 22 de agosto de 1965 e as obras de substituição da antiga rede, cabos e sistemas foram demoradas. A aquisição de novos e modernos equipamentos e a construção do novo prédio justificaram a demora e os investimentos efetuados pela concessionária para atendimento do elevado número de assinantes
A inauguração dos "automáticos" ocorreu a 29 de dezembro de 1970, com a presença do Prefeito Dr. Wady Mucare, autoridades, Diretores da C.T.B. e demais convidados.
O "Jornal da Barra" nº 165, noticiou o fato com a seguinte manchete que disse tudo "Estação automática da Companhia Telefônica Brasileira inaugurada em Barra Bonita, tem equipamento semelhante ao usado em Londres". Os telefones automáticos instalados foram o grande presente de fim de ano.
 
 
OS SISTEMAS: DDD e DDI
Com a criação do Ministério das Comunicações houve uma grande expansão e evolução das redes telefônicas, (assim como de rádio e televisão) em todo País efetuando-se as transmissões "Via-Satélites" com excelente qualidade de recepção.
A Companhia Telefônica Brasileira deixou de ser concessionária desses serviços, pela criação da "TELESP" - Telecomunicações de São Paulo, que assumiu todo o controle das redes de comunicações telefônicas.
Em outubro de 1978, Barra Bonita foi ligada à rede de Discagem Direta à Distância - DDD e DDI - (Internacional) tendo o Ministro das Comunicações, Euclides Quandt de Oliveira oficializado essa implantação ligando por DDD ao Prefeito José Kyelce dos Santos, cumprimentando Barra Bonita pela conquista.
A partir de 1980, iniciou-se a implantação da Telefonia Rural, levando-se esse benefício aos Bairros do Entulho, Campos Salles e Barreirinho e posteriormente a toda zona rural.
 
(Página 23)
 
< Anterior Próxima >

 
| PÁGINA INICIAL
| Prefeitura
| Secretarias
| Indicadores Municipais
| Notícias
| Editais e Licitações
| Gastos Públicos
| Legislação Municipal
| Área turismo
| TV Prefeitura
| Links úteis
| Serviços Online
| Ouvidoria


Prefeitura da Estância Turística de Barra Bonita - Pça. Nhonhô de Salles, 1130 - Cep 17340 - 000 Tel. (14) 3604 - 4000