Barra Bonita > Livro - 100 anos de histrória

A PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ DA BARRA BONITA

 

A Paróquia de São José da Barra Bonita
Criada em 13 de março de 1903
 
Uma das características da fundação das cidades nos séculos passados, era a invocação de um padroeiro e a construção de uma capela, sempre no ponto mais alto do lugar, a qual seria o local de encontro não só dos devotos mas de toda a população, para o conhecimento de notícias, fatos ocorridos, projetos, visitas ilustres e confraternização, além da assistência religiosa, é claro.
O sino batia e todos se dirigiam para a capela, a fim de saber o motivo.
Aqui, também, não foi diferente.
A "chegada" do século XX veio encontrar o povoado em franco desenvolvimento. Na capela construída, no alto do morro, pelos fundadores Nhonhô de Salles e Major Pompeu (em 1889), eram realizadas as celebrações religiosas, rezas e reuniões populares, mas não havia sacerdote permanente em virtude de não ter sido criada a Paróquia, requisito essencial para a designação de um vigário.
Assim, a criação da mesma era uma necessidade. A população católica - maioria no lugar - buscava maior assistência religiosa e não dispunha de recursos para dirigir-se às cidades próximas.
Trabalhando, junto ao Bispado e vencidos os obstáculos que incluíam a longa distância e a precariedade dos meios de comunicação, finalmente definiu-se o dia 13 de março de 1903 para oficializar a existência da comunidade católica local, com a criação da Paróquia de São José, seu padroeiro.
De acordo com o livro do Tombo nº1, folha 1, este é o resumo do registro:
"D. Antônio Candido de Alvarenga, por mercê de Deus e da Santa Sé Apostólica Bispo de São Paulo, no Brazil, Prelado Doméstico de Sua Santidade o Papa Leão XIII, Assistente ao Soleo Pontifício. Aos que esta nossa Portaria virem, saudação e benção do Senhor. Fazemos saber que attendendo ao maior bem e vantagens espirituais dos fiéis residentes na Capella de São José da Barra Bonita, Municipio e Comarca do Jahu.
Havemos por bem, erigir no território da dita Capella de São José da Barra Bonita, uma freguesia; por tanto, pela presente Portaria erigimos e canonicamente instituímos no território da Capella de São José da Barra Bonita uma nova Paróchia que se denominará de "São José da Barra Bonita", cujas divisas são as seguintes: começam na Fazenda de José da Rocha Porphirio na margem direita do rio Tietê e dahi as fazendas dos cidadãos Domingos da Costa Salles, José de Salles Leme, Companhia Rural do Brazil, Joaquim de Toledo Piza e Almeida, Diogo Leite Penteado, Dr. Virgílio Pires de Carvalho e Albuquerque, Estanislau Ferraz de Campos, Francisco de Paula Ferraz, José Galvão de Oliveira, Antônio Pinto Freire e Toledo Piza e Irmão, na margem do rio Tietê e por este abaixo até onde tiverem princípios estas divisas. (...) - Dada e passada na Câmara Episcopal de São Paulo, sob o Nosso Signal e Sello de Nossas Armas, aos 13 de março de 1903".
 
 
De acordo com a Revista "Diocese de São Carlos" editada em 1983 relacionamos os vigários da paróquia de São José de Barra Bonita, a partir de sua instalação, até o ano do Centenário da Cidade:
 
 
De 1903 a 1904 - Pe. Paschoal Buglione
De 1904 a 1905 - Pe. Vicente Fazio
De 1905 a 1906 - Pe. Januário Juphi (Pró-Vig.)
De 1906 a 1907 - Pe. Vicente Fazio
De 1908 a 1908 - Pe. Domingos Piacente
De 1908 a 1909 - Pe. Julio Bosco (Vig. Subst.)
De 1909 a 1910 - Pe. Agostinho Martele
De 1910 a 1914 - Pe. Domingos Pardi
De 1914 a 1918 - Pe. Albino Alves da Cunha e Silva
De 1918 a 1925 - Pe. Nicolau Giudice
De 1925 a 1925 - Pe. Esmerino Gomes da Silva
De 1925 a 1926 - Pe. Dario Moura
De 1926 a 1926 - Pe. Carlos Octaviano Dias
De 1927 a 1930 - Pe. Francisco Ferreira Delgado
De 1930 a 1931 - Pe. Eufrásio Palácios (Pró-Vig.)
De 1931 a 1931 - Pe. Joaquim Martins Pontes
De 1931 a 1933 - Pe. Victoriano Badia
De 1933 a 1956 - Côn. Francisco Ferreira Delgado Júnior
De 1956 a 1961 - Pe. Lauro Gurgel
De 1962 a 1969 - Côn. Rubens Augusto de S. Espínola
De 1969 a 1973 - Pe. Francisco Orsi, I.M.C.
A partir de 1973 - Pe. Julio Wisnieski (Atualmente Cônego)
 
 
Pertenceram à Paróquia de São José, até a criação da Paróquia de Santo Antônio (1987) os templos dedicados a Santo Antônio e Nossa Senhora Aparecida.
Atualmente, as Capelas de São Pedro, na Vila Habitacional e São Vicente de Paulo, anexa ao Lar São Vicente de Paulo, são os únicos templos da zona urbana pertencentes à Paróquia de São José.
Na zona rural, todos os bairros tem, em sua maioria, uma capela dedicada ao Santo de sua devoção, havendo celebração de missas mensalmente.
(Outros detalhes estão no capítulo "A Igreja Matriz de São José")
 
(Página 19)
 
< Anterior Próxima >

 
| PÁGINA INICIAL
| Prefeitura
| Secretarias
| Indicadores Municipais
| Notícias
| Editais e Licitações
| Gastos Públicos
| Legislação Municipal
| Área turismo
| TV Prefeitura
| Links úteis
| Serviços Online
| Ouvidoria


Prefeitura da Estância Turística de Barra Bonita - Pça. Nhonhô de Salles, 1130 - Cep 17340 - 000 Tel. (14) 3604 - 4000