Barra Bonita > Livro - 100 anos de histrória

19 DE MARÇO DE 1883 - DATA OFICIAL DA FUNDAÇÃO DE BARRA BONITA, ORIGEM DA BARRA, CORREIO

19 de março de 1883
Data Oficial da Fundação de Barra Bonita
Uma história dentro da história


Quando este Grupo de Trabalho foi criado, a 29 de agosto de 1985, para implantação do Museu Histórico e a elaboração de um volume sobre a história de Barra Bonita, nossa cidade já contava com 102 anos de vida, tendo comemorado oficialmente o centenário de fundação em 19 de março de 1983.
Tomando por base esses dados iniciamos as pesquisas, levantamentos, buscas e entrevistas, nos livros, museus e cartórios de toda região: repartições, secretarias e arquivo do Estado, objetivando localizar documentos e registros que comprovassem a data de 19 de março de 1883, como dia, mês e ano do "nascimento" de Barra Bonita.
Nada encontramos com referência a tal data. Entretanto, muitos indícios da existência da colonização nas grandes extensões agrícolas que iriam formar a área da futura povoação, foram localizados em Jaú, Brotas e São Paulo, a partir de 1856, conforme foi detalhado nas páginas anteriores.
No capítulo "Nasce uma cidade", vimos que, José de Salles Leme, um dos fundadores de Barra Bonita, era, desde 1875 e nos anos subseqüentes, proprietário de diversas áreas de terras e fazendas de café em Jahu e região, individualmente e em sociedade com seu irmão Domingos da Costa Salles, com seu cunhado, Dr. Campos Salles e outros.
A construção da "venda" - a primeira casa comercial-residencial que deu origem à fundação de nossa cidade (na versão oficial) - teria ocorrido no início de 1883. Contudo essa data conflita com a publicação no jornal "O Barra Bonita" nº 404 de 30 de setembro de 1939, no qual consta que o "o co-fundador da cidade João Baptista Pompeu aqui chegou em fins de 1887 para estabelecer-se como sócio de Salles Leme, e que a abertura da casa comercial (venda) ocorreu a 25 de março de 1888" . Em pesquisas realizadas no Cartório de Notas de Jaú, livro nº35, fls 35 a 36 vº, encontramos o registro do contrato mercantil da sociedade "Salles e Pompeu", lavrado em 10 de agosto de 1888.
Porém, uma outra data: 30 de setembro de 1889 também chegou a ser considerada como a de fundação da cidade (ver capítulo: A Comemoração dos Cinqüenta Anos de Barra Bonita, em 30 de setembro de 1939) tendo por base a data e lançamento da pedra fundamental da Capela de São José assinada pelos fundadores José de Salles Leme e João Baptista Pompeu e encontrada quando da demolição da citada capela em 26 de março de 1926 (ver texto da ata no capítulo "A capela de São José de Barra Bonita"). Mas as divergências de datas não param!
Consta ainda, como data de fundação, o dia 1º de março (sem especificar o ano), denominação dada à primeira via pública (decreto nº002, de 15 de abril de 1913), referendada pelo Ato nº 16 de 5 de fevereiro de 1932.
Mas...19 de março, dia do Padroeiro São José, sempre foi comemorado pelos devotos e por toda a população como o "Dia do Município" e a oficialização desta data, como "dia da fundação" ocorreu através da Lei nº 249 de 4 de março de 1960, sem contudo constar do texto da mesma, referência ao ano de fundação.
Podemos concluir, assim , que o padroeiro São José "determinou o dia e o mês da fundação da cidade".
Somente a partir da década de 1960 é que 1883 passou a ser citado oficialmente como o ano de fundação de Barra Bonita, nos programas de festividades de aniversário, convites, solenidades, publicações e depoimentos de autoridades municipais - Executivo e Legislativo - junto à imprensa local e da capital, ensejando as comemorações do Centenário de 1983.
Contudo, não poderíamos deixar de dar conhecimento ao público de "testamento histórico" - intitulado "Origem da Barra" - escrito de próprio punho pelo Major João Baptista Pompeu e que, apesar de não datado nem assinado, traz em seu texto detalhes e esclarecimentos importantes sobre a fundação de Barra Bonita, inclusive declarando que José de Salles Leme é o único "creador" (fundador) de nossa cidade; como o conheceu em Poços de Caldas em 1887; fala também sobre o convite recebido do mesmo para vir até aqui; transcreve na íntegra uma carta a ele enviada por Salles Leme, reiterando o convite e solicitando decisão, tecendo ainda, comentários sobre outros fatos históricos aqui ocorridos, os quais tiveram a participação direta de Campos Salles, tais como: o serviço religioso, a criação dos distritos policial e da paz, correio, etc..., etc...

Referindo-se ainda o Major Pompeu, aos 35 anos de criação do correio (em 15/11/1894), deduzimos que a "Origem da Barra" foi escrita, provavelmente, em fins de 1929, alguns meses antes de sua morte, ocorrida a 8 de fevereiro de 1930.
Porque esse depoimento permaneceu tantos anos, arquivado e preservado como acervo histórico, sem ter sido divulgado, não sabemos. Todavia, não nos cabe questionar sua autenticidade, julgar sua validade e, tampouco, omitir sua publicação. (Doado por dona Vicentina Pompeu (Cota) - filha de Juvenal Pompeu)
A história de Barra Bonita seguirá, comemorando oficialmente:
19 de março de 1883 - Data da fundação
José de Salles Leme e João Baptista Pompeu - fundadores
Efetuado o registro da existência desse manuscrito, eis a transcrição do seu texto na íntegra.

(Transcrição do texto "Origem da Barra")
"Origem da Barra"

"Sempre que um acontecimento qualquer requer a publicidade de factos aqui ocorridos, vejo deturpados a verdadeira origem desta heróica cidade, e para que essas continuadas variantes não escureçam mais o que a Cezar pertence, direi que o único homem merecedor de honrarias como creador da Barra, é o Snr. José de Salles Leme que em 1875 veio abrir fazenda de café onde hoje da-se o nome de Santa Ernestina.
Em Setembro de 1887, Snr. Salles com sua Exma. foi a Poços de Caldas fazer uso das thermas, a ahi fez relações com quem traça estas linhas, a quem expoz a idéia de abrir uma casa comercial, uma vez que tendia a desaparecer o trabalho escravo e teria que ocupar gente branca e livre na lavoura. Ao retirar-se de Poços de Caldas o Snr. Salles Leme, eu disse-lhe que pensaria no convite que me fez e daria por escrito a resposta.
Em meados de outubro de 1887 recebi a seguinte carta do próprio punho do Snr. Salles Leme.

Ilmo. Snr. Pompéo
Respondi sua carta e até hoje não recebi resposta, e como preciso ter uma solução sua para dar outras providências peço-lhe que responda-me.
O lugar como lhe escrevi, actualmente é apenas um bairro, mas temos um projecto de formar ahi uma freguesia, e por isso irá sempre melhorando para o negócio e para a vida.
Creio que não perderá o seu tempo em sacrificar-se agora a certas comodidades.
Espero sua resposta para poder dispor as couzas.
Do Seu Amº Obrº
José Salles Leme
Foi assim pois o começo da Barra que teve muita facilidade em conseguir serviço religioso para os colonos italianos na sua totalidade porque o Vigário Geral da Diocese era cunhado do Snr. Salles Leme e quando a Barra precizou do serviço político para districto policial de paz, correio,etc. teve como patrono o grande amigo Campos Salles que também foi cunhado do Snr. Salles".

Correio
"No dia 15 de novembro de 1894 - portanto há 35 anos - foi inaugurado o serviço diário postal. Foram nomeados respectivamente agente e estafeta os Snrs. M.J.F. e I.I.: este ganhava 80$ por mez e ia a cavallo todos o dias a estação do Banharão, levar e trazer malas"
Obs: M.J.F. - Marciano José Ferreira
I.I. - Ignácio Infeld
80$ - Oitenta mil reis (moeda na época)

 
(Página 11)
 
< Anterior Próxima >

 
| PÁGINA INICIAL
| Prefeitura
| Secretarias
| Indicadores Municipais
| Notícias
| Editais e Licitações
| Gastos Públicos
| Legislação Municipal
| Área turismo
| TV Prefeitura
| Links úteis
| Serviços Online
| Ouvidoria


Prefeitura da Estância Turística de Barra Bonita - Pça. Nhonhô de Salles, 1130 - Cep 17340 - 000 Tel. (14) 3604 - 4000